the brunette lingerie

by patricia murteira

.

.

1.1.17

Happy New Year!

Dois mil e dezasseis. Não foste o meu melhor ano. Continuar uma saga como 2015 também não teria sido tarefa fácil. Foram demasiadas conquistas, reviravoltas e boas memórias. Mas surpreendeste-me e acima de tudo, desafiaste-me a níveis que eu própria desconhecia ter em mim. Fizeste-me tomar novos rumos, questionar anteriores certezas, estabelecer limites, optar por estradas mais complicadas e levantar voo, literalmente. Um dos meus desejos para 2016 (sobre o qual até escrevi no blog) foi exactamente viajar de avião, abrir horizontes e aventurar-me mais. Não era bem um desejo, porque era algo que estava nas minhas mãos. Só tinha que fazer acontecer. Um "só" que me custou em cada primeiro passo e que se tornou o maior marco deste último ano. Viajar é algo que quero muito continuar a fazer e já tenho planeados mais alguns pins no mapa para 2017. Não começo este novo ano com desejos idealizados, mas sim com objectivos bem definidos que quero alcançar. Gosto de sentir que a magia dos desejos existe e não quero deixar de acreditar. Mas hoje e mais racional que nunca, sei que é a força de vontade que nos faz chegar mais longe e quiçá atingir o patamar mais alto daquilo que desejamos. O que importa e vos desejo neste primeiro dia de 2017 é que nunca deixem de acreditar e ainda mais importante, lutar pelo que querem! Tudo é possível. Que seja um óptimo ano recheado de conquistas, amor e saúde!

11.11.16

18 instagrams e 1 stalker


Os meus preferidos para acordar. Impossível não ter vontade ou ideias de pequeno-almoço depois do summetrybreakfast nos aparecer no feed. Acordar com os pés fora da cama é coisa que o milo também não permite. Quem não sorrir quando ele aparece, só tem meio coração. E as fotos das bailarinas em locais inesperados? O Omar sabe sempre como dar um boost de energia matinal. 

Três mulheres lindas e inspiradoras. São estas três que eu admiro e por quem era capaz de entrar num estado de reacção emocional exagerada aka histeria para sacar um autógrafo. Não acho que precisem de apresentações mas estamos a falar da Gigi Hadid, da Chrissy Teigen (muito amor por ela e também pelo marido dela) e da Kenza Zouiten, a minha blogger preferida desde... hum... sempre?! 

A Megan Hess é só a minha ilustradora preferida. Os trabalhos dela são sempre brutais e eu já tenho uns quantos que gostava de imprimir e transformar em telas aqui pelo quarto. A Valentina Ferragni tal como o apelido dá a suspeitar, é a irmã da Chiara. Uma irmã tão ou mais gira que mete fotos com o namorado que ainda consegue ser mais giro e que são sempre de sonho. A Tammy além de ter sido quem também me inspirou na minha mudança morena-loira, nasceu no mesmo mês e no mesmo ano que eu. A diferença é que ela consegue ter um corpo dez vezes melhor que o meu e mais dois filhos. 


Acreditem que é difícil arranjar inspiração maior do que a Paola. Uma modelo brasileira que perdeu uma perna em 2014. O motivo? Estava a colocar a mala na bagageira do seu carro quando veio um carro contra ela - conduzido por uma mulher alcoolizada - e a esmagou. É incrível ver a força de vontade que dia após dia ela mostra SEMPRE com um sorriso na cara e boa disposição. Além do mais, nunca faz questão de esconder a prótese. Sem dúvida uma inspiração. O instagram da série Sexo e a Cidade é bem possível que já seja conhecido por vocês (I mean.. who doesn't?), mas vai ter sempre o seu lugar cativo no meu feed para me recordar das melhores cenas a que assisti nas suas seis belíssimas temporadas. MeisterShots é a conta que tem algumas das fotografias mais espectaculares que já vi.


Dentro dos instagrams da blogosfera portuguesa, há três aos quais sou rendida. Um deles é o da Joana Carreira que consegue dar sempre um toque de charme nas suas fotografias. Gosto muito do estilo e da frequência com que ela publica diversas temáticas, sempre com o seu toque pessoal. Outro instagram pertence à Fernanda Velez que talvez conheçam melhor como a mãe da Carlota. Sinceramente não sei muito bem explicar porquê, mas as suas fotos constantes e pouco editadas sobre o dia-a-dia destas duas meninas são uma delícia. O meu iPad veste Prada sempre foi um dos meus blogs portugueses preferidos por ter um estilo tão próprio nas suas fotografias. Adoro os desenhos, o detalhe minimalista e os tons que escolhe. Era impensável não estar aqui. 

Para acabar o meu dia é raro dispensar umas boas risadas debaixo dos lençóis. Se bem que na verdade não é uma boa tática. Estes três instagram conseguem pôr-me a rir mais do que devia. Resultado? Ficar mais acordada do que quando me deitei e por isso mesmo, perder-me mais uma(s) hora(s) por estes lados. 

10.11.16

Estou triste e desiludida


e sei que a culpa é - em grande escala - das expectativas. Todos os anos aguardo pelo anúncio de natal da marca John Lewis. Sou dessas pessoas que só abre o seu espírito mais sentimentalmente natalício depois de chorar dois litros a ver anúncio. O de 2013 foi só o melhor de sempre e que me tocou bastante, depois veio o de 2014 também ele bastante querido e voltei a perder-me de amores pelo de 2015. Mas agora o de 2016... o que aconteceu? Claro que o anúncio não está mau mas não está assim-tão-estrondosamente bom quanto os outros. É o exemplo que ter a melhor produção e os melhores meios, não significa ter também a criatividade de conseguir chegar ao melhor resultado. Aquele resultado. Aquele. O que ficou a faltar. 

9.11.16

Dia 11 do mês 9 já era mau mas dia 9 do mês 11 pode não vir a ser melhor


Ás vezes penso sem querer realmente pensar. Será que temos todos um pouco de culpa? Eu fui daquelas que sempre achou imponderável ele vir a ganhar. Achava que era de caras o quão ridículo seria. As coisas que lhe saiam eram tão más que apenas serviam para estar em algum meme ou vídeo ao final do dia. Partilhei-os como quem partilha um episódio de comédia, uma imagem de 9gag ou uma risada sarcástica. Mas hoje perdi o meu chão. Talvez isso nunca devesse ter acontecido. Talvez a América tenha levado tudo isto muito descontraidamente e com a mesma segurança do 'jamais acontecerá' que eu. Talvez todas estas partilhas só tenham contribuído para alastrar o seu reinado ao domínio das redes sociais. Porque eu via além do tom cómico das partilhas. Eu fui muitas vezes - se não quase sempre - sarcástica e irónica. Mas quantas e quantas pessoas cegaram para a interpretação posterior? Designaram-no como engraçadinho, multifacetado e como um deles. Designaram-no como a revolução que queriam. E eu acredito que eles queiram revolucionar muitas das suas políticas. E eu que admito não ser nenhuma expert na área, mesmo assim consegui ver a candidatura da Hillary com bastante dúvidas. Vi mulheres - demasiadas mulheres - agarradas a ela por ter uma visão mais tranquilizadora da América e essencialmente por ser mulher. Eu também quero muito chegar a esse dia em que vejo uma mulher como presidente mas quero que chegar a esse dia a sentir-me orgulhosa. Os americanos têm razão quando desconfiam da única candidata da dupla que parecia estar cada dia mais no topo. Ela não era de confiança e o que dizia contrariava o que já tinha feito. Se eu fosse americana, o meu voto seria em branco. Ou seria votar na Hillary só para não deixar avançar o Trump, o que também seria muito mau. E acredito que muitos dos seus votos tenham sido assim "não porque acredito em ti mas porque não posso deixar ganhar um filho de emigrantes xenófobo instável que quer expulsar emigrantes" ganhe. Eu ainda tenho fé na América. Só não consigo ainda aceitar isto do laranja ser o novo preto. Pode ter sido a forma de chamar a atenção para toda a merda que se passa nas políticas do país. Podem ter encarado como a revolução que esperavam e o rompimento de muito do que já estava (mal) estabelecido. Mas vai ser também uma enxurrada de obstruções dantescas a muitos dos ideais em que acredito e que já tinham feito o primeiro passo. Hoje estou triste e resta-me acreditar que os políticos - efectivamente - não fazem o que dizem. Neste caso, prefiro mesmo que assim seja. 

8.11.16

9 estreias de cinema que adorei




Sou pessoa que passa grande parte da vida no cinema. Podia-lhe chamar o meu guilty pleasure mas não tem nada de guilty. Já cheguei a ir em grupos grandes, com a melhor amiga ou namorado mas como mais costumo ir é sozinha. Ali naquela sessão das seis da tarde e com a sala só para mim. Por sentir aquele espaço como 'meu' - semanas após semanas - já cheguei a levar uma manta e a apoiar as pernas na cadeira da frente. Muito ou pouco rebelde, a verdade é que sinto o cinema como uma segunda casa. Não é somente um programa de sexta à noite. É também um refúgio para onde cheguei a ir imensas vezes antes de me integrar em Lisboa. Adoro e continuo a ter lugar cativo. Deixo-vos aqui 9 dos filmes que estrearam nestes últimos meses e eu mais gostei de ver. Aqueles que me fizeram rir à séria, soltar algumas lágrimas ou apenas prender a minha atenção do princípio à ultima cena. Basicamente, aqueles que valeram cada pipoca do pacote. 

7.11.16

Será mesmo preciso dizer muito mais?


Papa de Aveia de Côco, a receita!


Mas há coisa melhor para começar as manhãs que já teimam ser frias? Se durante o Verão acabo por fazer aveia adormecida por ser uma maneira fresca de começar o dia, agora quero algo quentinho. Ontem fiz essa transição. Peguei numa pequena panela e fiz a primeira papa de aveia deste Outono. 

Juntei 200 ml de bebida de côco da alpro + 100 ml de água + 5 colheres de flocos de aveia. Deixei na panela até levantar fervura e depois mantive 5 minutos em lume brando. Durante este tempo, a aveia em princípio não colará ao fundo mas é sempre melhor não nos afastarmos muito e confirmarmos. Desliguei o fogão e juntei 1 colher de proteína em pó com sabor a morango, mexendo até o creme ficar uniforme. Caso não seja algo que faça parte do vosso dia-a-dia, podem saltar esse passo sem problema. Eu apenas o faço porque há uns meses atrás comecei a fazer musculação e dei conta que os valores de proteína que eu consumia por dia estavam muito aquém do necessário. 

Meto na minha taça favorita e juntos lascas de côco, 4 nozes desfeitas, canela e framboesas. É muito fácil e aconchegante. Principalmente para quem gosta de ficar a preguiçar na cama ao domingo de manhã. Mas não se deixem enganar, esta receita é também ela um pequeno boost de energia!
Copyright @ the brunette lingerie. Blog Design by KotrynaBassDesign